De mulher para mulher

…Casa, roupa, comida na mesa, mercado, ombro para chorar, louça para lavar, chão para varrer, remédio para comprar, bolo para assar, boa forma para manter o padrão. Tudo é atribuído a mulher.

A mulher chega em casa as 18:00hrs depois de um dia exaustivo de trabalho, e inicia seu segundo turno, que embora não tenha um chefe para cobrar resultados, também não tem hora para acabar.

O sofá está ali, olhando pra ela com jeito de quem quer dar um abraço e não soltar nunca mais. Mas não da, tem louça na pia.

A TV que as vezes está ligada, te convida calorosamente para sentar, pegar um café quentinho e descasar. Mas não dá, tem roupa para estender.

O chuveiro não passa despercebido, ele te diz “psiu, a água vai te deixar melhor, vem”. E subitamente você vira a cara por que não dá, está na hora de pensar no que fazer para comer.

Das 18:00 entre um afazer e outro, logo o relógio aponta 22:00, 23:00hrs e na maioria dos dias você ainda tem muito o que fazer.

É pesado.

A carga é tão grande que as vezes o choro engolido e o coração apertado se transformam em gritos.

É o stress.

A gente aprendeu que é obrigada a dar conta de tudo, a cuidar de tudo: a não falhar.

Porra, cansa!!!

Então, deixa eu te contar: a gente tá fazendo tudo errado. Se culpando demais. Se cobrando demais. Querendo dar conta de ser sempre mais. Evitando todo e qualquer sinal de exaustão que as obrigações impostas para o nosso gênero trazem consigo. tá tudo errado!!!

Mulher é FODA!! Na mesma proporção que é foda ser mulher.

Então hoje, queria dizer para você e para mim mesma que:

  • Tudo bem sair do automático e ter seu momento de lazer – você faz por merecer.
  • Tudo bem chorar – você precisa admitir que enfraquece.
  • Tudo bem tirar uma hora do dia para você – é necessário.
  • Tudo bem ficar doente – você não é de ferro.
  • Tudo bem comer farinha branca – esquece esse maldito padrão de beleza.
  • Tudo bem não ter forças para brincar com seu filho hoje – ele pode assistir desenho ou usar o tablet, vez ou outra e você não é menos mãe por isso.
  • Tudo bem não dar conta de tudo sozinha – não é sua obrigação, você não é carreira solo.
  • Tudo bem optar por não ter filhos – a vida é sua, o percurso é seu.
  • Tudo bem ser do tipo de mulher que não quer casar – a vida é sua, o percurso é seu.
  • Tudo bem querer ter filhos depois dos 30 – a vida é sua, o percurso é seu. 

Tá tudo bem, entendeu?! És dona de si. Livre-se de estereótipos.

Você vai continuar sendo essa MULHER MARAVILHOSA por causa de você mesma. Orgulhe-se.

Advertisements

Amador ♥

A-MA-DOR
(amar + dor)

  1. O que ama; ou o que gosta muito de algo ou de alguém. 
  2. Aquele que, por gosto e não por profissão, exerce qualquer ofício ou arte.
  3. O que revela inexperiência em algum assunto ou .atividade.
  4. Que é praticado ou exercido por gosto e não profissionalmente 

 

As palavras fazem todo o sentido. Conciliando a vida pessoal, os amigos, a família, o trabalho, a casa, os dias difíceis, a parte financeira, a inexperiência e o amor é que nasce o AMADOR. Ama, mas sofre. A condição da atividade física amadora em sua grande maioria é dolorida. Dói fisicamente, dói mentalmente, dói. Mas o amor, Ahh o amor, esse é o grande responsável por tudo no final dar sempre certo. É a junção perfeita para encontrar um ponto de equilíbrio. É carga necessária para seguir.

Você vai me ver correndo ou condicionando meu corpo para corrida quase que todos os dias. Parece fácil. Parece que só tenho isso para fazer. E com certeza no seu subconsciente você pensa: só faz isso da vida, daí é fácil. Pois bem, NÃO É!

Uma hora de dedicação exclusiva pra mim, tomam duas ou três horas do meu sono. Uma hora de dedicação exclusiva pra mim, exclui qualquer chance de chegar em casa, tomar um banho quente e relaxar no sofá (não dá tempo). Uma hora dessa dedicação, me deixa com o corpo dolorido, tem dias que dói muito. As vezes, para que eu tenha uma hora pra mim, é preciso que eu acorde as 5:00 da manhã, que eu pule uma refeição, que eu me sinta culpada por deixar a casa em desordem 60 minutos, que eu pense em desistir de uma vez por que não vou aguentar. Uma hora de treino que parece nada, me obrigada abdicar de muito. E para que funcione, é preciso que eu ligue o botão do individualismo nem que seja só pelo tempo de amarrar o cabelo e colocar o tênis. É DISCIPLINA.

A Corrida nos devolve exatamente o que damos para ela. É DEDICAÇÃO.

Então, o corredor amador ignora todo o seu redor. Abre um sorriso verdadeiro e vai. Ele sabe que vai doer. Mas ele vai na certeza de que vai AMAR ter saído de casa pra isso.

O coração bate forte, ele vibra: ele é Amador.

  

Eu não preciso de 3 pedidos, gênio.

Se eu pudesse fazer com que o coração das pessoas fosse completo de compaixão, esse seria meu único desejo.

Me dá um nó na garganta e um sentimento de impotência todos os dias. Todos os dias, por que não tem um dia sequer que eu saia na rua sem que o “acaso” me coloque na frente de situações devastadoras, tão tristes que me tiram a fome, me machucam por dentro, me despedaçam aos pouquinhos. Eu choro, mas não passa. Não passa por que é um vírus. As pessoas aprenderam a conviver com o errado e convivendo se acostumaram a olhar sem sentimento. Quando informações valiosas (aquelas capazes de tocar o coração de qualquer ser que se diz HUMANO) chegam até a gente, nosso cérebro automaticamente por vontade nossa: BLOQUEIA a informação.

“É cultural, sempre foi assim, não faz diferença se eu fizer algo a respeito, deixa assim”.

A falta de sentimento faz com que a gente seja indiferente mesmo sem perceber, do tipo: não vi e não fiz, logo.. não tenho nada a ver com isso”.  Quando foi que deixamos chegar neste ponto? Quando foi e por que foi? Por que continuar sendo? Por que ficar na zona de conforto é mais fácil do que aceitar que mudar o convencional é a chave de um mundo melhor?

Encha seu coração e sua mente de positividade. Não seja uma pessoa ruim. Isso vale para PESSOAS e ANIMAIS. Gentileza gera Gentileza, e a gente é tão capaz de mudar o mundo se começar por dentro.  Ser 1 em 1 milhão FAZ toda a diferença, imagine então se a gente der as mãos?!

Compaixão é meu único pedido para o mundo.

 

All I want for Christmas, is you. (all of you).

Família reunida. Todos, absolutamente todos, com o melhor sorriso no rosto, afinal “É natal” outra vez. É a melhor época do ano, é tradição ser feliz neste dia na nossa casa. A gente fala do ano todo que passou, esquece (pelo menos por aquelas horas) dos problemas que enfrentou, faz planos para os próximos anos, agradece pela união e reza com todo coração em respeito a esse agradecimento. O natal é mágico!

É lindo poder dividir entre a gente o motivo daqueles sorrisos que não saem do rosto e se surpreender com os novos planos!! Aquelas pessoas reunidas na mesa, são a melhor parte da gente e deve ser por isso que a gente sorri junto!!!

Lá em casa, tem prima que vai casar!! ♥ Tem prima que de surpresa, convidou para o Chá de Casa Nova! UAU!!  É a nossa família crescendo e fazendo tudo ter ainda mais sentido.

A comida estava sensacional, a decoração de natal faz nosso coração pulsar mais forte e as musiquinhas dessa época são praticamente obrigatórias lá em casa.. a gente realmente entra no clima.

Eu volto pra casa com o coração completo de paz.. é um sentimento tão único que chega a transbordar pelos olhos!! O Natal faz isso com a gente, faz relembrar o que realmente importa e por quem realmente vale a pena ser sempre melhor. ♥

Feliz Natal.

15672945_630845127102662_7156450618648544581_n  sem-titulo1

sem-titulo

Miu ♥

Era um dia de muita chuva e fazia frio na rua. Em meio a biscoitos, flores e vestido branco, um pequeno notável miava muito e pedia por carinho. Ele e seus 10cm de pura magreza, uma perninha deslocada e um pedido de socorro de cortar o ♥ “miiiiiiuuuu”.

Eu tenho uma preferencia notável por animais que latem, mas não poderia fechar os olhos para aquele pontinho preto (que mais parecia um pinto molhado) implorando por ajuda.

“Ok, coloca no carro. Mas ele vai ficar apenas 2 dias lá em casa”.

E foi assim que a nossa casa se transformou em um hotel para o fim de semana. No pacote estava incluso: banho, comidinha (leia-se ração de cachorro.. sim!! era o que tinha) e cama quentinha!!!

Segunda feira chegou! –  era dia de check out. Estava tudo pronto para dizer adeus.. Uma lagriminha no canto dos olhos apontava sinais de que o coração apertaria dali para frente. “seja firme Géssica! Ele vai para um lugar bom!”

-Vaii? Não vai?!

O dia no trabalho me manteve ocupada, mas já na estrada de volta para casa.. fui me sentindo uma traidora! Eu enchi aquele coraçãozinho minúsculo de amor. – Mostrei, mesmo que por apenas 2 dias, que humanos são pessoas boas. Que tem gente no mundo que é mais amor. E depois, enrolei ele em um cobertorzinho.. enquanto meu marido ligava para o Pet Shop que pegaria para doação. Meu Deus, o que eu fiz???? E se ele não fosse adotado? E se ninguém aceitasse a deficiência daquela perninha que não encostava reta no chão? E se ele lembrasse de mim apenas como uma golpista?! “aiiiii meu coração”!!!

Eis que chego em casa, abro a porta e escuto uma voz meio tremula, meio insegura, meio sem reação.. falando como se fosse um bebe.. Era o meu marido.  – Oi? “-Amor, tudo bem ai?”

Alguns passos a frente e chego na sacada, que mais parecia um parque de diversões, Só que para gatos! *Tinha arranhador, peninhas, bolinhas.. potinho de comida em formato de pata.. Tinha enfim ração para gatos.. Já tinha uma carteirinha com as primeiras vacinas dadas e fisioterapeuta marcada para ver aquela perninha dodói. OMG!!! – Nós já eramos três! 

Fiquei estática. Eu lembro que por vários minutos fiquei olhando a cena do Filippi sentado no chão, fazendo carinho naquele pequeninho preto e me sentindo a Esposa mais orgulhosa de todas! Pensando que Ele era o dono do coração mais lindo do mundo.. e o melhor.. ELE era MEU, e morava lá em casa ♥

– Amor, não consegui deixar lá. Comprei as coisas para deixar ele mais confortável. Vamos doar pra quem a gente conheça… é melhor né?!

Nós sabiamos que não iriamos mais dar nosso bebe para ninguém! Ele era tão nosso, quanto nós eramos dele.

Ele virou nossa vida de cabeça para baixo.. ele nos fez encontrar uma pessoa para cuidar da limpeza da casa com mais frequência.. Nos fez começar a acordar as 7:30 nos sábados, pois era dia de acupuntura! Ele já quebrou o vaso da sala e fez com que a gente tivesse que prender as cortinas.. Ele é meio gato, meio cachorro e quase gente! Ele nos divide ao meio na hora de dormir.. MAS, Ele nos dá um amor diário que transborda!! Ele é parte da gente.. Ele é incrível.. Ele é NOSSO!!!

E de repente, aquele miado insistente se transformou na palavra mais falada dentro da nossa casa:

“Miu” ♥

 

13062027_996123680443216_3847542687430231595_n

 

Hoje faz um ano. Exatamente um ano, que esse pacotinho peludo chegou do céu pra gente. Faz exatamente um ano que somos muito mais felizes ♥ #meuamorde4patas

Gé.